segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Análise de Star Wars: Episode VII The Force Awaken (com spoilers)



Fala galera. Bom, acho que agora posso falar um sobre Star Wars. Com mais de 4 milhões de espectadores brasileiros fico mais a vontade para comentar sobre o filme, mas adianto que há spoilers – cara, se ainda não viu, pela Força, vá assistir logo e NÃO leia esse texto...

Achei o filme fantástico! Há diversas manifestações na internet sobre o resultado do sétimo episódio, sendo a maioria favorável, mas há também críticas construtivas (e outras nem tanto). Primeiro ponto: nostalgia! Muita! Confesso que é difícil pra eu falar sobre esse filme. Vou comentar sobre alguns trechos marcantes e fatos curiosos.

O fato de um dos personagens (Finn) ser um Stormtrooper é sensacional. Por essa eu não esperava. Outra coisa curiosa é a participação anônima de Daniel Craig (007) como um Stormtrooper. Ainda bem que o rosto dele não aparece se não ia estragar o filme – Star Wars não tem espaço para rostos conhecidos. Só dá pra ver que é ele por causa da voz camuflada atrás da máscara. Na primeira vez que vi o filme não percebi e nem sequer sabia. Depois que li na internet e quando vi pela segunda vez notei (eu já vi o filme 3 vezes no cinema, rsrs).

A personagem Rey no desértico Jakku lembra muito o episódio IV. Até a roupa dela lembra a do Luke.



Muito bem organizada a história da garota. De cara você já se identifica com ela. Uma catadora de lixo com perícias Jedi. Gostaria de comentar algumas curiosidades: ouvi dizer e li na internet a respeito de como ela conseguiu adquirir habilidades Jedi sem ter sido treinada (pelo menos o filme não mostra). Tenho alguns palpites e assertivas. Logo no início quando ela encontra o BB-8 ela diz ser muito paciente. Como vocês devem lembrar, em todos os filmes da saga um mestre Jedi sempre proclama ao seu padawan que este deve ser paciente. Há textos complementares ao da saga (de autores externos e próprios dos filmes) que relatam também que a paciência é a habilidade de maior importância no mundo Jedi. Sabendo disso, podemos concluir que Rey já possui essa habilidade nativamente. Há uma cena, inclusive, onde ela risca um painel identificando o total de dinheiro acumulado (para quê? Não sei, talvez comprar uma nave). O painel é enorme. Paciência ela tem. Em Takodana, houve um pequeno ensinamento da Força quando ela toca o sabre de luz. Além das visões que teve (através da Força), a pirata Maz Kanata disserta sobre como esta age na vida dos seres. Em outra parte do filme, quando Kylo Ren tenta ler sua mente, ela consegue resistir e por consequência ler a mente dele. Nesse momento, suponho, ela descobre que através de seus poderes ela poderá exercer atividades sobre-humanas. Tudo isso somado às lendas que ela diz conhecer sobre os Jedis nos levam a crer que ela tem sim uma esfera propícia para desenvolver as habilidades mostradas no filme sem ter sido treinada diretamente. Essa é a minha opinião. Além do mais, eu acho mais sinistro Luke derrotar Darth Vader no episódio VI só com o treinamento relâmpago que teve de Yoda (considerando que Vader é o escolhido e teve anos de treinamento do lado da luz e do lado negro) do que ela influenciando um Stormtrooper com a mente.

Outra coisa, essa já por suposição minha mesmo, é que acredito que antes dela ter sido abandonada em Jakku, ela tenha participado de um treinamento Jedi com Luke - junto com outras crianças. Quando Ben Solo Skywalker (Kylo Ren) acaba com esse “conselho de treinamento Jedi” ela acaba sendo abandonada em Jakku para sua própria segurança. Isso é o que eu suponho. Daí eu acredito que ela tenha outras habilidades que inclusive ainda não foram mostradas nesse filme.

Uma outra curiosidade: que sabre de luz é esse que ela achou?

Vocês se lembram da luta entre Obi-Wan e Anakin no episódio 3? Ao final, quando Obi-Wan vence, ele guarda o sabre de luz (azul) que no episódio IV repassa para Luke.


E é com esse mesmo sabre azul que Luke luta contra Darth Vader no episódio V (aquele em que Darth Vader corta a mão de Luke). Quando Vader derrota Luke o sabre cai supostamente perdido no abismo da Cloud City.


Esse é o sabre que foi encontrado (o filme não fala por quem - e até tenho curiosidade de como isso aconteceu - quem sabe aparece em algum spinoff da saga) e guardado por Maz Kanata.

Agora vou falar de alguns momentos emocionantes do filme. Quando Finn e Rey acham a Millennium Falcon. Cara, com a música tema tocando...



"Vamos naquela nave ali" - diz Finn. "Não, aquilo é uma sucata" - responde Rey. No final eles acabam voando nela mesmo. Logo em seguida Han Solo e Chewbacca entram na nave. Inesquecível.

Outros momentos: os tiros de canhão de plasma da Millennium Falcon; Finn acha a Remote (bola de treino que dispara lasers para treino Jedi) que aparece no IV episódio (mas não faz nada com ela); Finn liga o jogo Dejarik (tipo uma xadrez eletrônico, sei lá) dentro da Millennium Falcon; quando a música tema de Star Wars toca quando Han Solo fala sobre a Força com Rey e Finn; e quando Leia aparece, etc, etc.

Enfim, são muitos momentos de nostalgia, mas as duas partes mais emocionantes do filme são quando Han Solo morre (cara, inacreditável) e quando a Rey pega (com a Força) o sabre de luz do gelo (passando por Kylo Ren - que abaixa assustado). Nessa hora toca a música tema do filme. Bixo, meus olhos encheram de lágrimas...


É isso ae... só mais um comentário, até o momento o filme está entre os 10 mais vistos no mundo (com três finais de semana e sem ter estreado na China) e segundo lugar nos EUA (abaixo apenas de Avatar). Acho que até o fim das exibições no cinema ele ficará entre os 3 top do mundo... ou quem sabe até superando Avatar (acima dos $ 2,7 bilhões de lucro de bilheteria).

Avaliação Geral:
Gráfico:
Música:

Só a Força dirá.
"Rey, May The Force Be With You." - Leia